17 maio 2017

0

Pra ler no busão: A promessa

Título: A promessa
Autor: Harlan Coben
Páginas: 352
Ano2017
Edição lida: 1ª edição
Editora
Arqueiro
Sinopse: "Depois de ouvir duas adolescentes trocando confidências no porão de sua casa, Myron faz com que as garotas prometam ligar para ele se um dia estiverem em alguma encrenca e não tiverem coragem de recorrer aos pais em busca de ajuda. Ele garante que irá em seu socorro sem questionamentos, qualquer que seja a situação.
Alguns dias depois, às duas da manhã, seu telefone toca. É Aimee Biel, uma das garotas a quem oferecera apoio incondicional. Abalada e nervosa, ela pede que Myron a deixe em frente a uma casa numa rua deserta, o suposto endereço de uma amiga. Apesar de sentir que alguma coisa está errada, Myron honra sua palavra e não faz perguntas.
Mas ele se arrependerá profundamente dessa decisão, porque talvez essa seja a última vez que Aimee será vista por alguém. Atormentado pela culpa – ao mesmo tempo que se torna o principal suspeito pelo misterioso desaparecimento –, Myron decide investigar o caso por conta própria."


Olá, pessoal! Finalmente cheguei ao oitavo livro das histórias do agente esportivo/detetive particular Myron Bolitar. Como sempre, é uma leitura deliciosa e rápida, mas que deixa a desejar com um final que não me desceu. Este é um livro típico de Coben que você vai chegar ao final sem nem notar que a história é maior que os outros livros dele - muito provavelmente por causa dos capítulos curtos, que nos ajudam a não ficar entediados.

O estilo de escrita de Coben continua o mesmo, direto, sem floreios, os personagens conhecidos e amados estão todos lá também: Esperanza, ex-atleta de luta livre e sócia de Myron, e Win, multimilionário psicopata e amigo para todas as horas, nos trazem de volta à Nova Iorque de Coben. Claro que temos também alguns personagens que são apresentados na trama e, sobre eles, preciso dizer: alguns nos surpreendem no final enquanto outros são tão óbvios que você adivinha suas motivações e passado no meio do livro.

O enredo é intrigante no momento, mas confesso que só a ideia geral fica na memória, pois o caminho para desvelar o mistério acaba sendo tortuoso demais. Enquanto você lê, você aproveita bastante, mas é algo que acaba ficando de lado depois que você termina a leitura. A história realmente se inicia quando Myron ouve a estudante de ensino médio Erin Wilder, que é filha da namorada atual do nosso protagonista, compartilhando confidências com sua amiga Aimee Biel sobre como pegar carona com amigos bêbados. Myron promete a ambas que se elas precisarem de carona ou de alguém, elas poderiam ligar para ele que ele iria buscá-las, sem perguntas. Pouco tempo depois ele teria que pagar essa promessa, pois Aimee liga para Myron do centro de Manhattan, onde ele, coincidentemente, está hospedado. Ela pede para ele levá-la para o subúrbio de Nova Jersey. Myron a leva a tal local e Aimee desaparece em uma casa estranha. No dia seguinte, ela ainda está desaparecida e a polícia acaba apontando Myron como principal suspeito. Ainda, todos conectam o sumiço de Aimee com o de sua colega, Katie Rochester.

Bem, o final foi algo que me incomodou um pouco. Coben teve que amarrar as pontas das três histórias que ele criou e fez isso em pouco tempo, causando uma sensação de pressa que não aprofundou muito as emoções deixadas pela conclusão. O mais interessante de todos os plot twists não teve nem tempo pra ser digerido antes de sermos lançados para o epílogo. 

Eu recomendo, mas não passará de 3 xíclas.


0 comentários:

Postar um comentário

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.