31 janeiro 2013

12

Pra ler no busão: Alta Tensão

Título: Alta Tensão
Título Original: Live Wire
Autor: Harlan Coben
Tradução: Fernanda Abreu
Páginas: 271
Ano: 2011
Editora: Arqueiro
Sinopse: "Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto.
Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família.
Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron. 
Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. 
Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão."


Sabe quando você passa uma vida hora numa livraria tentando escolher um livro e então desiste e pega o primeiro best seller que vê? Pois foi o que aconteceu comigo quando, em minha comemoração de namoro, fiquei um bom tempo tentando escolher algo pra mim. Sou um pouco difícil de satisfazer nesse sentido. Li um pouco sobre o autor, Harlan Coben, e me atraiu um pouco. Então li e vou dividir minhas impressões sobre esse livro lindo.

Harlan Coben nasceu em Newark, Nova Jersey. Depois de se formar em ciências políticas pelo Amherst College, trabalhou no setor de turismo. Hoje mora em Nova Jersey com os quatro filhos e a esposa, Anne Armstrong-Coben, que é pediatra. Coben escreveu Confie em mim, Não conte a ninguém, Desaparecido para sempre, Cilada (publicados pela Editora Arqueiro), A promessa, Não há segunda chance, O inocente e Silêncio na floresta (publicados pela Editora Arx). Vencedor de diversos prêmios, é o único escritor a ter recebido a trinca de ases da literatura policial americana: o Anthony, o Shamus e o Edgar Allan Poe, todos por livros da série de Myron Bolitar. Suas obras já foram traduzidas para 40 idiomas. Aclamado na França, onde é conhecido como “o mestre das noites em claro”, seu livro Não conte a ninguém foi transformado em um premiado filme com o mesmo título estrelado por Kristin Scott Thomas e François Cluzet, disponível no Brasil em DVD.

Eu gostaria de dizer que eu odeio, e amo, Harlan Coben. Vou explicar por quê. 

Eu sempre fui do contra em tudo. Se é mainstream eu tenho algo contra. Se todos gostam, deve ser pouco seletivo, se é pouco seletivo deve ser ruim. Coben é conhecido no mundo todo por causa de seus romances policiais (meu gênero favorito) e eu tenho como referência Agatha Christie (Hercule Poirot) e Arthur Conan Doyle (Sherlock Holmes). Coben criou Myron Bolitar, um ex-agente do FBI e jogador de basquete. Myron não chama muita atenção e, para ser bem sincero, é muito vazio. Tive que baixar minha resistência para conseguir ler este livro que é diferente do que estou acostumado em romances policiais. Para começar, é contemporâneo e os recursos dos personagens são gigantescos!

O plot é bastante simples, como mostrado na sinopse. Bem, pelo menos aparentemente. O livro é dividido em "camadas de mistérios": a técnica usada por Coben para, a partir de um problema simples criar uma sequencia de mistérios que se desdobram naturalmente, como encontrar Lex Ryder, que ficou chateado sumiu após ler o texto polêmico sobre a paternidade de seu filho. Talvez realmente demore para pegar um ritmo, mas (sim) vale a pena no final. 

Os personagens secundários, na verdade, ganham o livro. Posso parecer clichê, mas tiro o chapéu para a construção de Big Cyndi, secretária de Bolitar, ex-lutadora de luta livre com seus 1,95 m e 140 quilos! Ela consegue levar à trama um ar de comédia que eu vi poucas vezes tão bem construído. Outro lugar comum que me atrevo a permanecer é elogiar Windsor "Win" Horne Lockwood III, o milionário melhor amigo de Myron, que é chamado por aí de sidekick, mas me recuso a usar esse termo para um dos melhores personagens e um dos personagens-chave para a conclusã da história. 

Temos também neste livro uma pretensão muito interessante. Não vejo romances policiais ensinando, mas este realmente traz em suas páginas uma moral que não vi ninguém comentar. Leiam. Digam se encontraram algo maior que uma história vazia. Harlan Coben faz mais que simplesmente escrever uma história de mistério. Ele não cria personagens sem defeitos ou excessivamente excêntricos, Coben cria um universo de mistérios que têm o propósito de ensinar uma moralidade. Não vejo isso todos os dias, por isso pareço tendencioso.

Eis o porquê do meu ódio.

Não esperava me afeiçoar pela obra. Quando você menos espera, para de reclamar e começa a elogiar Harlan Coben. Para quem não entende inglês, fica difícil entender o jogo de palavras entre a história e o título original (Live Wire) e a edição e revisão dos textos têm que ser revistas. 

No mais, eu recomento Alta Tensão para quem quiser ver a nova cara dos romances policiais (para os matusaléns que só conhecem livros vitorianos e da primeira metade do século XX). Vale o balanço do busão! Abraços!




12 comentários:

  1. Devo dizer que essa resenha ficou bem mais divertida e interessante de se ler. Porque não foi só técnica, realmente mostrou o que gostou e o que não gostou.
    No começo só ouvi críticas sobre o livro, mas agora também fiquei curiosa para ler. ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bom?
    Fiquei muito curiosa !
    Tenho muita vontade de ler esse livro e não entendo por que ainda não o li,
    acho que é por falta de tempo, mas gosto de tudo sobre ele,
    só falta o mais importante que é começar a ler.
    Maravilhosa resenha.
    Voltarei em breve.
    Poliana Araújo
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio, Poliana. É da família, é bem-vinda sempre que quiser! Leia o livro. É muito bom. Estarei passando lá no território das garotas para mostrar meu ar de meninão! Abraços!

      Excluir
  3. Sempre falo que Coben sabe escreve ruma história por seus personagens secundários. Ele sabe dar importância a eles e o livro fica excelente.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonado pelo Harlan Coben, desde de Cilada, já li mais três livros dele, porém não li Alta Tensão. Mas com a resenha fiquei bem curioso para ler, e tenho certeza que vou me apaixonar pela história e não irei me decepcionar, porque Harlan é único <3.
    https://nerdbookblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Nunca li nada do autor. Mas confesso que amo livros de mistério e suspense, principalmente se esses livros forem de Sherlock Holmes. Não sabia que Harlan Coben ia pra essa linha policial e me interessei agora em talvez tentar experimentar os seus livros, mas estou meio desconfiada ainda kkk ótima resenha!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Nunca li nada do autor, mas confesso que fiquei super interessada, sua resenha ficou excelente e mais ainda seu ponto de vista quanto a obra e autor.
    Vou add a lista.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Eu nunca li nada do Harlan e posso dizer que eu tenho uma grande admiração pela forma em que ele escreve, pela quantidade de fãs que possui. Referente a sua resenha gostei muito da sinceridade e sua opinião, e da forma que recomendou o livro.
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bom?

    Confesso pra você que nunca li nada do Harlan Coben, mas sempre tive vontade, a dificuldade é escolher um dentre os vários lançamentos para começar. Gostei bastante da sua resenha de Alta Tensão e me pareceu um thriller bem lega, vou anotar a dica e quem sabe esse seja o meu primeiro livro do autor? É algo a se pensar.

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sei que o Harlan é muito lido e querido por muitas pessoas mas eu não tenho vontade de ler seus livros.
    Mesmo assim, imagino que seja um bom livro mesmo para ler no busão hahah

    Beeijos, Erica Regina
    Blog Parado na Estante / Fanpage Parado na Estante

    ResponderExcluir
  10. Olha, eu vou dizer algo aqui. Não consigo terminar um livro dessa cara, e sei que ele é o cara. Quero deixar confie em mim pra outro momento é ler outro, mas, certamente não será esse. Essa loucura de amor e ódio pelo autor_ obra não vai ser boa pra mim também kkkk amei a POSTAGEM.

    ResponderExcluir
  11. Oi *---*

    Adorei sua resenha, foi bem divertida não ficou só nas partes técnicas que ninguém esta interessada em saber. Nunca li nada do autor e morro de vontade, mas esse livro não me chamou atenção creio que ainda não encontrei o certo para iniciar a leitura.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2015. Template by LuMartinho.